terça-feira, 24 de agosto de 2010

.o evangelho

São versos contados, palavras andantes. Não é templo, livro, rito; é certeza, é todos, é tudo, é morte, é vida , é grito. É o aflito e o são, o viajante e o anfitrião. É o amigo que lambe suas feridas, é mais amigo que o cão; Salvação é conseqüência, cuja causa é o perdão, derivado de influência contra a religião. Evangelho é pureza, é menino, passarinho, campo de trigo e brilho do sol... Evangelho é a palavra não dita, o testemunho vivido com um copo de água fria, longe de inquisição. O amor do evangelho é humano, não exige sacrifício, obrigação. O evangelho é mais patente na criança de um ano que na mão do ancião, detentor de ilusão. Se fosse apresentado como realmente é, não haveria ser humano que negasse ser cristão.







"...Quem me guia é quem me fez,
Eu vivo um dia de cada vez..."
Crombie

2 comentários:

Gaby Soncini disse...

Lucas, que lindo, que lindo, e muitas vezes lindo!

Emocionante e cativante, cheio de fé, ternura e sabedoria.

Grande Beijo.

Lívia Inácio disse...

Tem selo pra você no "Letrinhas Dispersas"! =)

Bjinhos***

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails